Opera Paraíba realiza mutirão de cirurgias de varizes no Hospital de Clínicas de Campina Grande

Compartilhe:

18/08/2023

WhatsApp Image 2023-08-18 at 15.31.08.jpeg

O programa Opera Paraíba, uma iniciativa do Governo do Estado para diminuir o tempo de espera por um procedimento cirúrgico, realiza, neste sábado (19), no Hospital de Clínicas de Campina Grande, o mutirão de cirurgias de varizes, que vai atender 10 pacientes regulados pelo sistema estadual de saúde. Essa especialidade foi introduzida no Opera Paraíba em maio de 2022, e até agora, o setor de cardiologia do HC já registrou mais de 300 usuários atendidos. Além do atendimento via mutirão, o HC realiza quatro procedimentos cirúrgicos por semana.

As varizes surgem devido a deficiências nas válvulas e paredes venosas, que perdem sua capacidade de manter a circulação sanguínea de maneira eficiente. Dessa forma, as veias vão perdendo a capacidade de retornar o sangue de volta ao coração normalmente.

De acordo com o angiologista e cirurgião vascular, Felipe Freitas Diniz, esse tipo de cirurgia é realizada em pacientes com varizes grau dois. “No caso daqueles pacientes que não podem operar, seja por motivos de idade ou de doença, é realizado o tratamento de escleroterapia com espuma, que é a famosa aplicação de espumas”. Ele reforça que os dois tratamentos, tanto da cirurgia quanto da escleroterapia, são ofertados pelo Hospital de Clínicas de Campina Grande.

Felipe Freitas alerta que a doença varicosa, independente do tamanho que apresente, não pode ser considerada apenas um problema estético. “Quando não tratadas, as varizes podem desencadear sérios problemas de saúde ao longo da vida, por exemplo a tromboflebite, úlceras, trombose venosa e até embolia pulmonar”.


Compartilhe:

Destaques

Newsletter