“Turnê da Liberdade” – Orquestra e Coro do NEOJIBA da Bahia

Compartilhe:

Do mar da Bahia aos rios da Amazônia
O concerto sinfônico, que acontece no dia 10, terá obras de compositores brasileiros contemporâneos, como “É doce morrer no mar”, para coro à capela, de Dorival Caymmi e Jorge Amado, com arranjo de Ernst Widmer, e “Canticum Naturale”, do catarinense Edino Krieger, inspirada nos pássaros e rios da Amazônia. A peça terá solo da soprano Emyle França. A regência será do maestro Eduardo Torres.

A apresentação também terá compositores europeus consagrados, como o checo Antonín Dvořák, com o “Romance op. 11 para violino e orquestra”, e Robert Schumann, com o “Concerto para violino e orquestra em ré menor”. As peças de Dvořák e Schumann terão como solistas os spallas (primeiros-violinos) da Orquestra NEOJIBA, Eliel Santana e Isabela Rangel.

Para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência auditiva, o concerto terá intérprete de libras.

Criado há 16 anos, o NEOJIBA tornou-se referência no Brasil e no mundo em desenvolvimento social por meio da música. Esta é a quarta turnê nacional realizada pelo programa, que já recebeu inúmeros prêmios de reconhecimento pelo trabalho que realiza.

Confira a programação:

09/08 – João Pessoa – Sala de Concertos Maestro José Siqueira, às 20h
Ópera “Dulcinéia e Trancoso”, com Orquestra NEOJIBA e Coro Juvenil, sob regência de Lucie Barluet
Solistas: Alessandra dos Santos Lima, Maiane Santa Izabel, Camila Ceuta (sopranos), Samuel Marques, Thiago Alves (tenores), Esdras Silva, Guilherme Bispo, Iuri Nery (baixos)

10/08 – João Pessoa – Sala de Concertos Maestro José Siqueira, às 20h
Concerto da Orquestra NEOJIBA e Coro Juvenil, sob regência de Eduardo Torres
Solistas: Isabela Rangel Elias e Eliel Santana

Sobre o NEOJIBA
Criado em 2007, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) promove o desenvolvimento e integração social prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O programa é mantido pelo Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social Pela Música. Em 16 anos, o NEOJIBA atendeu, direta e indiretamente, mais de 12 mil crianças, adolescentes e jovens entre 6 e 29 anos. Atualmente, o programa beneficia 2.300 integrantes diretos em seus 13 núcleos, e 4.500 indiretos em ações de apoio a iniciativas musicais parceiras.

“Turnê da Liberdade” – Orquestra e Coro do NEOJIBA da Bahia

09/08 : Ópera “Dulcinéia e Trancoso”, com Orquestra NEOJIBA e Coro Juvenil, sob regência de Lucie Barluet
Solistas: Alessandra dos Santos Lima, Maiane Santa Izabel, Camila Ceuta (sopranos), Samuel Marques, Thiago Alves (tenores), Esdras Silva, Guilherme Bispo, Iuri Nery (baixos)

10/08: Concerto da Orquestra NEOJIBA e Coro Juvenil, sob regência de Eduardo Torres
Solistas: Isabela Rangel Elias e Eliel Santana

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira / Espaço Cultural
Horário: 20h

Ingressos:
Ópera 9/8 – https://www.sympla.com.br/evento/opera-dulcineia-e-trancoso-coro-e-orquestra-neojiba-turne-da-liberdade/2067570

Concerto 10/8 – https://www.sympla.com.br/evento/concerto-orquestra-e-coro-neojiba-turne-da-liberdade/2067631


Compartilhe:

Destaques

Newsletter