Saúde reúne entidades para discutir estratégias de enfrentamento das síndromes respiratórias pediátricas na Paraíba

Compartilhe:

Reunião_Leitos_Pediátricos_Fotos_João Pedro.JPG

Fotos: João Pedro

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu, nessa terça-feira (16),  uma agenda com órgãos e entidades ligadas à saúde pública, visando discutir estratégias de enfrentamento das síndromes gripais, que têm aumentado a hospitalização infantil na Paraíba. O encontro abordou temas como a disponibilidade de profissionais pediátricos para atender crianças afetadas, a ampliação de leitos e da cobertura vacinal, bem como a implementação de soluções por meio da telemedicina.

A reunião destacou a importância de garantir um atendimento qualificado e adequado às crianças que são vítimas de doenças respiratórias. A oferta de profissionais pediátricos capacitados para lidar com esses casos específicos foi uma das principais pautas discutidas, buscando assegurar que esses pacientes recebam a atenção necessária e os cuidados adequados. O secretário estadual de Saúde, Jhony Bezerra, ressaltou o lançamento de um edital de convocação, por meio da SES, para pessoas jurídicas que prestam serviços de pediatria.

“Hoje, a maior dificuldade que temos é a falta de profissionais especializados. Mesmo com a ampliação dos leitos, ainda barramos nessa problemática. A convocação desses profissionais é mais uma das estratégias implementadas para tentar solucionar esse problema crônico. Onde tiver uma criança doente, nós não vamos medir esforços para conseguir atender”, disse o secretário.

Outro ponto abordado foi a ampliação e a unificação da regulação dos leitos disponíveis para o tratamento das doenças, entre eles leitos de enfermaria e de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), por meio do Complexo Regulador Estadual. Até o momento, já foram ampliados mais 134 leitos de pediatria na rede estadual, porém o objetivo é aumentar esse número com um plano de ação conjunto entre a SES com as outras entidades da saúde.

O secretário de Saúde de João Pessoa, Luís Ferreira Filho, destacou a importância da unificação da logística entre o município e o estado. “Com o aumento da demanda causada por essas enfermidades, é fundamental garantir uma infraestrutura hospitalar capaz de acomodar e tratar todos os pacientes de forma eficiente e segura, por isso os leitos têm que passar a ser regulados por um canto só”, reforçou.

Além disso, a discussão também incluiu a importância de fortalecer ainda mais a cobertura vacinal como medida fundamental para prevenir a propagação das Síndromes Respiratórias, bem como dos casos mais agravados que levam a internação, principalmente de crianças e idosos.

Em sua fala, a presidente da Sociedade Paraibana de Pediatria, Socorro Martins, informou sobre a importância da elaboração de peças publicitárias alertando sobre os cuidados com os pequenos e, principalmente, o estímulo à vacinação desse público. De acordo com a presidente, deve haver um movimento nas escolas e creches e investimento na antecipação da imunização nos menores de três anos.

O uso da telemedicina como uma resposta ao atendimento médico ágil e eficaz também foi um tópico de destaque na reunião. Segundo os presentes, a amplificação do atendimento por meio da tecnologia é uma alternativa promissora para garantir que a população tenha acesso a cuidados médicos mesmo em áreas afastadas dos grandes centros ou em situações de restrições de mobilidade. A implementação de soluções de telemedicina permitirá uma abordagem mais ampla e eficiente no enfrentamento das doenças respiratórias, possibilitando o atendimento, diagnóstico e acompanhamento à distância.

Ao final da reunião, o secretário de Estado da Saúde reforçou o compromisso em adotar estratégias eficazes para o enfrentamento das doenças respiratórias na Paraíba. “A reunião de hoje demonstra a importância da colaboração e do diálogo contínuo entre os diversos setores envolvidos para a implementação de ações integradas e efetivas. A SES segue trabalhando em conjunto com os parceiros para aprimorar as políticas de saúde e garantir o bem-estar da população paraibana. O enfrentamento das doenças respiratórias requer ações coordenadas e a Secretaria está empenhada em promover uma abordagem abrangente e eficaz para lidar com essas questões de saúde pública”, finalizou.

Além de representantes da SES e das Secretarias Municipais de João Pessoa e Campina Grande, participaram da reunião diretores e gestores do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde, do Conselho Regional de Medicina, da Sociedade Paraibana de Pediatria, hospitais do estado, entre outros.


Compartilhe:

Destaques

Newsletter